Dicas

14/05/2020

Chip de viagem: devo comprar?

Viajei por muito tempo sem chip de viagem na tentativa de economizar dinheiro, mas, muitas vezes, o perrengue para tentar economizar me deixou em situações constrangedoras. Lembro das minhas primeiras viagens quando não tinha muita experiência e ficava desesperado procurando lojas e restaurantes com Wi-Fi grátis. Por isso, digo que minha primeira experiência com chip de viagem, durante uma viagem de 20 dias aos Estados Unidos, quando passei por Miami, Orlando, Los Angeles, São Francisco, Las Vegas e Nova York, me deu a certeza de que eu nunca mais posso viajar sem estar conectado. Com o chip de viagem, consigo estar conectado o tempo todo para criar conteúdo em tempo real durante as viagens. Posto fotos, stories e ainda faço live direto de pontos turísticos disputados. Digo a vocês que não tem nada melhor do que não depender de Wi-Fi gratuito e muito menos de hotel, que muitas vezes não pega no quarto ou é lento que nem uma tartaruga. Minha viagem pelos Estados Unidos foi bem mais proveitosa conectado o tempo todo. Vou dizer porque: O Wi-Fi de quatro hotéis que me hospedei ou era muito lento ou não pegava no quarto. Alguns passeios duraram o dia todo, então ficar incomunicável todo esse tempo pode ser incômodo. O mundo não para, então se você tem necessidade de se informar, assim como eu, que sou jornalista, melhor estar conectado. Google Maps e alguns outros mapas necessitam de conexão. A todo momento eu jogava uma localização no mapa para descobrir qual sentido tomar. Em algumas cidades, […]